29/07/2014

#Palavras ao vento: O choro engolido e a mágoa absorvida




Você se lembra de quando era pequeno e chorava por alguma coisa, aí sua mãe dizia "engole o choro"? Mal sabia ela que a pior sensação do Mundo é engolir o choro. Sem nem pensar, eu lhe respondo esta questão, está no topo das piores sensações e ninguém questiona, todos concordam. Engolir o choro é algo pior do que comer jiló ou quiabo por obrigação da mãe quando se tem menos de 10 anos, e consegue ser até pior do que pegar recuperação na escola e ter que estudar em Dezembro, perder um pouco das férias e disso ninguém nunca gostou. Engolir o choro dói mais do que bater o dedo mindinho na porta e não poder gritar um palavrão porque você sabe que sua mãe vai lhe censurar. Pior do que TPM, cólica e essas coisas de mulheres. Pior do que dor de cabeça, e pior do que carência. É pior do que receber um não de quem você ama. É como enganar a você mesmo, pois podemos até engolir o choro e apagar a dor que estamos sentindo naquele momento, mas uma hora ou outra aquilo volta como mágoa, e nos machuca mil vezes mais. Pense comigo, mágoa. Má+água. Água ruim. E não existe definição melhor. Mágoa não é boa para se beber, para se conservar. Mágoa não é coisa que se deixe ali, pois ela estraga tudo o que toca. Mágoa é orgulho ferido, é querer pedir desculpas mas ter aquele par de dúvidas de um futuro incerto. É um pedido de perdão silencioso, é a questão mais difícil de se resolver. Mágoa me lembra amarga, amargura. Uma pessoa amarga guarda mágoa, guarda rancor, não perdoa e fica com aquilo pra si, e aquela mágoa vai se fixando ali, vai aumentando, e pode até causar um tumor, sim, a mágoa dá câncer e isso é comprovado cientificamente, apesar de que, se fosse só por isso mesmo, metade da população já teria morrido de tumor. Porque, meu caro, que atire a primeira pedra quem nunca engoliu o choro e preferiu magoar a si próprio, do que falar algumas verdades e magoar outrem. Mas choro se escreve com "c" de cicatrizar. E mágoa se escreve com "ma" de amargura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Hi, Cultura! . Powered by Blogger :: Voltar ao topo imagem-logo